Desde que tomamos a decisão de viajar algumas perguntas se repetem, seja por parte de amigos e familiares ou pessoas que conheceram o nosso projeto através dos nossos canais. Por esse motivo, resolvemos fazer um post que responde às dúvidas que mais recebemos.

PLANEJAMENTO

1. COMO TIVERAM A IDEIA DE VIAJAR?

A ideia partiu do Ricardo, que sempre teve o sonho de conhecer todos os países do mundo. Desde o começo do nosso relacionamento conversamos sobre o quanto tínhamos curiosidade em conhecer outras culturas e lugares, até que em 2016 surgiu uma oportunidade para colocar em prática um plano relacionado a esse sonho, já que eu estava saindo do emprego. Assim, depois de pensar em vários formatos diferentes de viagem, acabamos optando pelo carro por motivos sobre os quais falaremos a seguir.

Para saber mais detalhes sobre a ideia acesse esse post.

 

2. POR QUE DECIDIRAM VIAJAR DE CARRO?

Decidimos viajar de carro por uma diversidade de razões. A primeira delas é bastante simples: é algo que gostamos muito. O Ricardo sempre adorou dirigir e eu sempre gostei de acompanhá-lo por ai e de aproveitar a tranquilidade do banco do carona para conversar, ler e ouvir música. Outro motivo é a liberdade que o carro nos traz com relação a horários, planejamento quanto a compra de passagens e também para levar tudo aquilo que consideramos necessário para uma viagem longa como a nossa. Além disso, achamos que o carro nos possibilita chegar a locais específicos onde podemos ver e entender melhor a cultura do local visitado, fato que representa o nosso principal objetivo.

Para saber mais sobre porquê optamos por um Land Rover Defender 110, clique nesse link.

O carro escolhido para nos acompanhar: um Land Rover Defender 110

3. QUANTO TEMPO DUROU O PLANEJAMENTO DE VOCÊS PARA VIAJAR?

Desde que definimos o formato do projeto até a nossa saída foram aproximadamente 8 meses de preparação. Nesse tempo pudemos arrumar todo o necessário nas nossas vidas, correr atrás dos documentos que requeridos (vistos, vacinas e seguros), pedir demissão em nossos respectivos empregos, arrumar a nossa casa sobre rodas, nos informar bastante sobre outros viajantes que realizaram o mesmo trajeto e, é claro, comunicar a nossa família e amigos.

Conheça mais sobre os preparativos do Memórias de Mochila aqui.

 

4. COMO FIZERAM O PROJETO DE ADAPTAÇÃO DO CARRO?

Uma das mais importantes etapas do nosso planejamento, a adaptação do carro nos tirou o sono por muitas vezes. Primeiro porque ao pesquisar sobre empresas que pudessem transformá-lo de uma só vez em uma casa sobre rodas percebemos que os valores solicitados estavam completamente fora do nosso orçamento. A alternativa seria então fazer as coisas aos poucos: procurar por um profissional que pudesse fazer a parte dos armários, outro que nos ajudasse com a estrutura elétrica necessária e outro mais com a hidráulica. Assim, passamos muitas horas solicitando cotações, visitando marcineiros, eletricistas e até amigos MacGyvers que poderiam nos ajudar. Acabamos optando por pessoas da nossa cidade, a fim de poder acompanhar o progresso dos serviços e, mesmo com muitos atrasos, deu tudo certo. O Charlie ficou a nossa cara e hoje atende a todas as nossas necessidades na estrada.

Saiba mais a respeito do projeto da nossa casa rodante nesse post.

O projeto do carro.

VIDA NA ESTRADA

1. QUAL A MÉDIA DE GASTOS DA VIAGEM?

A nossa média diária de gastos é 60 dólares. Esse valor inclui gastos com o carro como manutenção e combustível.

Saiba mais sobre quanto custa o combustível na América do Sul nesse relato.

 

2. COMO VOCÊS LAVAM ROUPA NA ESTRADA?

A maior parte das vezes optamos por utilizar lavanderias populares onde pode-se lavar e secar roupas por quilo. Elas costumam ser baratas e rápidas, o que é tudo o que precisamos em nosso dia-a-dia nômade que por vezes nos faz estar um dia em um lugar e no seguinte em outro diferente.

Descubra outros métodos para lavar roupa e os preços que encontramos por onde passamos ao clicar nesse link.

Nossas roupas penduradas após serem lavadas em um camping.

3. COMO VOCÊS TOMAM BANHO?

Apesar de termos nossa casa no carro, por poucas vezes o estacionamos em qualquer lugar para dormir devido a questões de segurança. Assim, tentamos buscar campings para parar, onde costuma haver chuveiros (além de internet e às vezes cozinha também). Outros tipos de hospedagens incluem albergues (já que nem todas as cidades dispõem de campings) e hotéis parceiros do nosso projeto.

Conheça quem apoia o Memórias de Mochila nessa página.

 

4. COMO É A CONVIVÊNCIA CONSIDERANDO QUE PASSAM TANTO TEMPO JUNTOS?

Não vamos mentir, a convivência na estrada nem sempre é fácil. Apesar de passarmos grande parte do tempo conhecendo lugares incríveis ou planejando animados por onde passaremos a seguir, há situações adversas que podem afetar nosso humor. Porém, desde que decidimos viajar juntos, temos consciência de que paciência é fundamental para que possamos atingir os nossos objetivos e, assim, tentamos resolver adversidades e aproveitar o tempo juntos ao invés de insistir em discussões.

Que tal conhecer mais sobre nós? Veja mais aqui.

Não encontrou a informação que procurava nesse texto?

Não tem problema, mande para nós e ficaremos felizes em responder!

The following two tabs change content below.

Nayara Freitas

Curiosa desde que se conhece por gente, Nayara é natural de uma pequena cidade no interior de SP e sempre quis ir além. Com 25 anos é graduada em Administração e Gestão de Comércio Internacional pela UNICAMP. Deixou pra trás uma vida estável de trabalho em uma multinacional para explorar tudo de melhor que a América tem a oferecer e não se arrepende. Viver viajando é um sonho que se torna realidade todos os dias com o Memórias de Mochila.

Latest posts by Nayara Freitas (see all)